Happy birthday RUC!

|
Photobucket

A Rádio Universidade de Coimbra (RUC) comemora 23 anos no dia 1 de Março de 2009. Na celebração de mais um aniversário leva mais longe a ideia de abertura e estímulo à cidade, através de uma série de concertos em co-produção com algumas das suas estruturas culturais. A programação é uma proposta destas entidades na qual a RUC se revê. Pretende-se desta forma oferecer alternativas a públicos com diferentes sensibilidades e lançar as sementes de futuras colaborações com estas e outras instituições. Mantem-se em aberto a possibilidade de outros evento para além do mês de Março.

The Portugals vão abrir este mês de comemorações com uma apresentação do EP Setúbal. O concerto vai ter lugar no corredor da RUC, domingo, pelas 17h. A entrada é livre.

O calendário completo da programação de aniversário e a informação detalhada sobre os eventos seguem abaixo. Estas e outras informações em www.ruc.pt



PROGRAMA RUC 23 ANOS
(Entidades co-produtoras em maiúsculas)

1 de Março – Emissão especial a partir das 14h + The Portugals - (corredor RUC) 17h / transmissão em directo

3 de Março – Maldoror: Conversa com Mão Morta (transmissão da conversa gravada na FNAC)

5 de Março – OFF THE RECORD: Cápsula + RUC djs - (Twisted) 23h

11 de Março – MARVELLOUS TONE: Ghuna X + X-Peão (Dealema) - (corredor RUC) 18h

25 de Março – CENTERSTAGE: Buraka Som Sistema - (Pav. Multidesportos) 21h

26 de Março – LUGAR COMUM – The Ruby Suns - (Salão Brazil) 23h





1 de Março – The Portugals - (corredor RUC) 17h / transmissão em directo

Photobucket

Embora a ideia original tenha nascido em 2004, foi em Abril de 2007, que os The Portugals se transformaram num duo e começaram a ensaiar desenfreadamente, com o objectivo de gravar um primeiro ep e defender o trabalho em cima do palco.
Com a canção “ Give it to me ”, chegaram pela primeira vez ás rádios (Antena 3, RUM, RUC, Rádio Radar, etc) e a convite de Henrique Amaro (Antena 3) incluíram este tema na compilação “Novos Talentos Fnac 2008”. Com realização de João Almeida, co- produziram o vídeo clip da mesma canção. Uma produção low- fi, com apenas uma handcam, que lhes valeu uma crítica muito positiva no blog do programa BrandNew da MTV (http:mtvbrandnew.weblog.com.pt) .
Em Setembro do mesmo ano, lançam o primeiro ep (“Setúbal”) e dão o primeiro concerto na Junqueira, Vila do Conde, numa co-produção com a Junta de Freguesia local.
O meio rural foi uma opção estética que acabou por atrair bastante público.
Durante os meses de Setembro e Outubro iniciam uma mini tour nos Fórum Fnac (Porto, Braga, Coimbra, Lisboa) e por alguns bares a nível nacional (Armazém do Chá, Maus Hábitos, Cabaret Maxime, Alla Scalla, Mercado Negro, Santiago Alquimista).
Já com concertos agendados para breve (Chaves, Setúbal, Évora), os The Portugals querem mostrar o seu trabalho um pouco por todo o país.

http://www.myspace.com/theportugals




5 de Março – Off the Record: CAPSULA + RUC djs - (Twisted) 23h

Uma das mais estimulantes bandas do momento!

Photobucket

Os Capsula, vindos do continente sul americano tomaram a Europa de assalto. Com um rock’n’roll electrizante, capaz de contagiar até os mais distraidos, estes argentinos têm pisado palcos um pouco por todo o continente europeu. Agora chegou a vez de, pela primeira vez, actuarem em Portugal.
Em 2007 editaram o álbum “Songs & Circuits” que foi recebido de forma extraordinária pela crítica internacional, que os catalóga de “sexy animals” pelas suas actuações ao vivo.
Numa das críticas a este mesmo trabalho discográfico descrevem a sonoridade dos CAPSULA como Garage Rock para o século XXI, com reminiscências de Velvet Underground, Rolling Stones ou Stooges.
Após percorrerem meio mundo com o álbum “Songs & Circuits” na bagagem, os CAPSULA durante o mês de fevereiro vão lançar o seu próximo registo “Rising Mountains”. Em Março passam por Portugal – entre o dia 4 e o dia 9 – para apresentarem ao vivo este novo disco.
Quem já assistiu a um concerto ao vivo dos CAPSULA pode comprovar que eles têm imagem, atitude e respiram rock’n’roll por cada poro da pele. Certamente uma das mais estimulantes bandas do momento!
Este trio é composto por Martin Guevara (voz e guitarra), Coni L (voz, baixo e projecções) e Alberto Diez (bateria).

Discografia

Álbuns:
Sublime | 1999 | La Nena Records
Yudoka | 2000 | La Nena Records
Ultimo Fragmento | 2000 | La Nena Records
Capsula | 2002 | DDT
Songs & Circuits | 2007 | Discos Liliput

http://www.myspace.com/capsulaorg
http://www.myspace.com/coimbraofftherecord




11 de Março – Marvellous Tone: GHUNA X + EX-PEÃO (Dealema) - (corredor RUC) 17h / transmissão em directo

PhotobucketPhotobucket

Ghuna X é um explorador intenso das sonoridades urbanas com cariz digital. Performer que também habita o colectivo Faca Monstro (que tem agitado as noites do Porto nos últimos anos), movimentando-se entre o grime e o hip-hop não ortodoxo, com flow lento, mas pesado, do batidas e sintetizadores gritantes, que prefere chamar ”r&b com pedal duplo.”

Dia 5 de Março junta-se a Ex-Peão, MC de créditos firmados nos Dealema, produtor em causa própria e cúmplice nos tentáculos de Faca Monstro, para uma performance entre o Porto e Berlim.

A dupla vem à Rádio Universidade de Coimbra repetir a parceria a pretexto de mostrar o mais recente EP Rokscape, de Ghuna X, onde mostra a sua abordagem…ao rock. Este é o sétimo lançamento da editora Marvellous Tone, com edição limitada a 50 exemplares e artwork feito à mão pelo próprio.

Afinal o que podemos esperar de Ghuna X e Ex-Peão? A resposta encontra-se à vossa espera dia 11 de Março, num concerto de porta aberta que promete agitar um até aí normal dia de trabalho...


http://www.myspace.com/ghunax
http://www.myspace.com/expeao
http://www.myspace.com/marvelloustone




25 de Março – CenterStage: BURAKA SOM SISTEMA (Pav. Multidesportos) - 21h

Photobucket

Coimbra recebe a 25 de Março, no Pavilhão Multidesportos, os Buraka Som Sistema, aqueles que são considerados "o maior fenómeno de exportação musical português do século XXI".
Na comemoração do 23º aniversário da Rádio Universidade de Coimbra, a Center Stage produz o concerto que marca a estreia deste grupo em Coimbra, na apresentação do seu "Black Diamond", primeiro álbum, após o EP "From Buraka To The World".
São vencedores do Best Portuguese Act, prémio da MTV, ainda nomeados duas vezes para Europe's Favorite Act, e encabeçaram listas dos melhores de 2008, para além de deixarem rasto em festivais como o Alive, Sudoeste, Rock in Rio, Roskilde, Sonar e Pantiero, do mais pequeno club ao maior palco ao ar livre. Já colaboraram com aqueles que tinham como referências, de Sinden a M.I.A., e marcam a geração que os ouve através dos novos meios.
Antes de passarem por Coimbra estarão ainda no conceituado South by Southwest, no Texas, e logo a seguir a paragem é Tokyo.
Os bilhetes para a data de 25 de Março estão à venda a partir de Sexta, 13 de Fevereiro, às 13h no Balcão de Informações do Dolce Vita, Balcão do Diário as Beiras (Arnado), Feito Conceito, Mau Feitio, Miyuki, Galerias Santa Clara, Sem Limites e Rock Café. Há também pontos de venda na Figueira da Foz (Emanha), em Aveiro (Teatro Aveirense), no Porto (Dance Fact e Urban Max) e Leiria (Miyuki Leiria). Têm como preços 12,5€ para a arena e 16,5€ para a bancada.

Da Buraka para Nova Iorque, passando por Cannes, Berlim e agora, Coimbra!

http://www.myspace.com/burakasomsistema
http://www.centerstage-eventos.com




26 de Março – Lugar Comum – THE RUBY SUNS (Salão Brazil) - 23h

Photobucket

No por vezes errático imaginário de Ryan McPhun encontramos uma frágil figura cuja relevância é maior que a imensidão na qual permanece perdida. Ao longo da primeira faixa de Sea lion, o fundador dos Ruby Suns relata-nos a desventura de um solitário pinguim azul, que afastado da sua colónia, se encontra à deriva, ao sabor das inconstantes ondas do Pacífico Sul, o mesmo Pacífico que segundo McPhun trará ambos de volta a casa.
Nascido na cidade de Ventura, California, McPhun cedo partiu para distantes paragens, rumando ao Quénia, seguindo-se a Tailândia e finalmente a Nova Zelândia. Ali conheceu Amee Robinson e juntos fundaram o projecto The Ruby Suns, inicialmente denunciando uma irreversível atracção pelo legado de Brian Wilson, tendo no entanto rapidamente evoluido para um combo tropicalista do qual nada é deixado de fora. Sea lion, o seu segundo álbum de originais, aclamado pela imprensa ao longo de 2008, cruza a pop solarenga dos Beach Boys e dos Animal Collective com os ritmos e vibrantes vocalizações da África Austral, cabendo ainda neste melting pop uma marcada componente electrónica e alguns traços de noise ou psicadelismo.

Os seus concertos são marcados por uma rara efervescência, como que espontâneos exercícios de contagiante inclusão. Na noite de 26 de Março, em Coimbra, espera-se uma celebração. Nessa mesma noite, todos nós nos deixaremos levar por uma inconstante onda vinda do Pacífico Sul.

Entrada: € 10

(Reserva através do email: geral@lugarcomum.pt)

http://www.myspace.com/therubysuns
http://www.lugarcomum.pt/

1 comentários:

Low disse...

de maravilha, Terêncio!

e parabéns à RU(